domingo, 28 de fevereiro de 2010

e talvez...



Talvez esse fascínio pelo que não é belo, pelo que não é vivo,
pela morbidez de certos momentos, pelo arrastar dos dias,
por essa culpa de não-sei-o-que, por tudo isso, e tudo, e tudo...
Talvez isso caminhe sempre comigo, assim, meio distante, mas sempre alí.
Logo alí...



"Eu acho que será pra sempre, mas sempre não é todo dia."

Nenhum comentário: