sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Só pra constar

E olha eu aqui, mais uma vez, tentando não falar disso, mas é só disso que falo.
Não que importe, na verdade importa só pra mim, pombas!
Penso que apenas quero deixar claro que não sofri nenhuma lavagem cerebral. Antes fosse.
Ahá, sempre fiz o discursinho barato: "Tem coisas que não mudam." "Tudo muda, cara."
Contradição escrota. Eu sei.
E pra mim faz todo o sentido.
Por incrível que pareça, eu acho que nunca vivi tanto o "hoje". Logo eu.
A vida é assim, gente... Mudará tudo, e certas coisas, não mudarão jamais.
Inclusive esse medo bobo, de ser feliz.

Nenhum comentário: