domingo, 12 de abril de 2009

um mal que é bom demais.

A certeza nunca me foi absoluta.


Mas é que isso me tira o ar, o chão, o mundo.


E sinceramente, se eu tiver que falar de nós, o tempo já nem existe mais.


eu não sei te amar menos, meu caro. Eu não sei mesmo.

Um comentário:

Tifany Dimytria. disse...

sentimento clandestino.
e pensar que ainda tem tanto
pela frente. juntos