domingo, 12 de abril de 2009

almost...

Depois de uma noite tranquila, calma... Serena.

Ontem eu me senti como há tempos não havia me sentido.

A verdade é que acho que me senti melhor a partir do momento em que não esperei nada mais de ninguém.
Me contentei ao que viesse e pronto, não chamo isso de comodismo, mas de... realismo. (?)


Sempre soube que meu bem-estar dependia único e exclusivamente de mim, e foi justamente por isso, que desprendida me tornei. Também não ignoro o que ainda sinto, (e duvido que isso seja realmente possível)...

Mas hoje eu recebi uma notícia não muito agradável, e ela me fez lembrar do quanto a vida pode ser... rápida.
E eu senti medo... Senti medo de não conseguir viver tudo o que eu planejei, tudo o que um dia eu sonhei (e ainda sonho)... Eu senti medo.

Talvez, melhor seria não negar à nós mesmos essa satisfação.
E talvez, ainda não seja tarde demais.


é, talvez.

Um comentário:

Sáh Oliveira disse...

Sentir medo é bom, faz com sejamos mais cautelosos...
Qualquer coisa, estou aqui pode contar comigo.. ^^