quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

ANO NOVO! VIDA NOVA??

Ano novo...

De repente um sentimento de esperança toma conta do meu coração, da minha alma, que diga-se de passagem já tá mais pra lá, do que pra cá...
O engraçado é que nesse ano, como de costume, quando o novo ano se anunciou, os fogos começaram, e toda a euforia se manifestou, eu só fui capaz de respirar bem fundo, como se sentisse um alívio lá no fundo da alma, como se me tivessem tirado 10000000 kilos das costas, eu só fui capaz de dizer: "Ainda bem, SENHOR! Te AGRADEÇO!!"

Isso não quer dizer que o ano que passou foi ruim, não é isso. Mas eu posso dizer com toda convicção:"Foi o ano mais difícil da miha vida!!"
Talvez pelo fato de eu ter me deparado com as coisas mais estranhas, com um mundo NOVO(UFAC), pessoas estranhas, responsabilidades adquiridas à força, na marra mesmo. Logo eu, acostumada a ter tudo, sem precisar de muito esforço, só o necessário mesmo.

É gente, muita coisa mudou... Muita coisa mesmo! Mas por algumas razões não aparentes, muito menos explicáveis, existem sentimentos que não mudaram, e eu sinceramente não sei por quanto tempo eles ainda durarão... Só o que sei, é que eu SINTO, e como SINTO!


"Como é o seu rosto? Qual é o gosto que eu nunca senti?
Qual é o seu telefone?
Qual é o nome que eu nunca chamei?
Sei que você pode estar me ouvindo, ou pode até estar dormindo.
Do acaso eu não sei,

talvez veja o futuro em seus olhos
,
Pelo seu jeito de me olhar
vou me reconhecer em você"
...
"Gostei de você desde o dia em que te ví.
Desde então, o que eu sinto não muda, nem com o tempo,
nem com as circustâncias, nem com nada...
A única diferença agora, é que isso não me assusta mais..."


No mais, sejamos diferentes nesse novo ano,
e se não for possível,
pelo menos sonhemos com isso.



Dheyva Blanmy.

Um comentário:

Diego Alves disse...

Dhe a medida que passamos por provações com as devidas proporções que você vivei nesse ano q se foi, a gente acaba crescendo muito, e mesmo que em tom de brincadeira sempre vejo isso. Aquela menina que eu conheci, não existe mais. Talvez esse ano pode ter sido o seu casulo assim como as lagartas que precisam passar por um período difícil pra depois virar uma linda borboleta. E assim você fez a menina se transformou em mulher decidida sempre sabendo resolver as situações no lugar de ficar chorando... Esse ano vai ser o tempo de vc colher os frutos agora você pode voar, o casulo se abriu sinta mais uma vez o prazer da liberdade. E quando sentir medo esse teu amigo vei preto estará sempre aki como uma flor no jardim á espera de seu pouso. Nem que seja ao menos para descansar as asas! Te adoro pequena!