segunda-feira, 5 de maio de 2008

...

"Numa escala universal, a vida de um ser humano, vale tanto quanto um piscar de olhos."
É mesmo, é tudo muito complexo, rápido, estranho e difícil. Pontos de vistas diferentes, sentimentos diferentes, ações diferentes. E se fossem todos iguais? A resposta é simples: Nada existiria (pelo menos não seria tão emocionante).
A verdade é que enquanto estamos preocupados em saber viver, no meio do caminho quase sempre perdemos algo, deixamos algo passar despercebido. E talvez esse pequeno detalhe, mais na frente é o que fará toda a diferença.
A vida é uma benção, uma dádiva divina, é um milagre em meio a tudo o que vemos e ouvimos mundo à fora. Não podemos deixá-la assim tão depressa, sem antes ter feito tudo o que fosse possível para tentar fazer com que ela valha a pena.
Já ouví por aí uma vez que: SAbendo sofrer, sofre-se menos!
Será que alguém realmente sabe sofrer? Será que isso existe mesmo?
Eu sinceramente acho que não, porque quando se trata do que cada um já viveu, já sentiu, isso não existe.
Porém, existem pessoas que se preocupam com outras, que querem realmente ajudá-los a superar os problemas. Tudo bem, sejamos sinceros, nossos problemas tem que ser resolvidos por nós mesmos, mas por que não aceitar a ajuda dos que querem nos ajudar? Mesmo que seja um conselho, uma palavra de consolo, solidariedade, carinho e compreensão... Tudo vale, poxa!
E se você se propor a aceitar a ajuda dos outros(mesmo sabendo que não mereça), não é garantia de que será melhor, mas também não será pior. E podemos sim, nos surpreendermos com os outros.
(Se for só um arranhão, nem vou soprar.)
Dheyva Blanmy

Nenhum comentário: